Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Submersa

Tento me manter calma para não me afogar
Nas velhas mágoas
Nos velhos medos
Tento não me afogar em lágrimas
Das tristezas e frustrações que eu sei que estão por vir
Mas tudo que eu consigo
É sucumbir no desespero
Na lição que aprendi e que não me permite mais errar
Porém, se o erro leva ao acerto
Quero acertar em cheio na recíproca
E morrer de amor.