sexta-feira, 29 de abril de 2016

Com amor não se brinca

Você brincou com meu coração
sapateou
espezinhou
fez o que bem quis
se aproveitou e me usou
fez o que quis e o que não quis
me fez sentir o gosto do amor
o sabor da paixão
e quando eu quis mais me deu só fel
sentir a falta desse amor me deixa cada dia mais só e sem espectativas de encontrar algo que possa superá-lo
te odeio
não sei para que veio
se não para destruir minha vida e me tirar da ilusão de que qualquer amor servia
odeio a mim por ter deixado meu coração me guiar e me cegar
odeio o fato de não sentir o mesmo por mais ninguém desde o último beijo apaixonado
cansada de guardar tanto amor em mim sem ter alguém com quem compartilhar
quero um amor tão vívido quanto o nosso um dia fora
sentir o hálito quente e as mãos impacientes sedentas de desejo
é isso que move o meu ser
é isso que me alimenta
a alma